FIGO COM TRÊS ADVERSÁRIOS NA CORRIDA À FIFA APÓS MAIS UMA DESISTÊNCIA

O francês Jérôme Champagne desistiu hoje da sua candidatura à presidência da FIFA, ficando o português Luís Figo com três adversários na corrida ao organismo máximo do futebol mundial. Champagne, antigo vice-secretário-geral da FIFA, é o segundo candidato a desistir, depois de o ex-futebolista francês David Ginola ter feito o mesmo, pelas mesmas razões, na passada sexta-feira.

Num comunicado divulgado hoje, Jérôme Champagne lamenta não ter conseguido o apoio necessário de cinco federações para poder formalizar a candidatura à presidência da FIFA (Federação Internacional de Futebol) na eleição que vai decorrer no próximo dia 29 de maio.

Além de Figo, estão na corrida às eleições da FIFA outros três candidatos: o suíço Joseph Blatter, atual presidente, Michael van Praag, presidente da federação holandesa, e o príncipe Ali bin Al Hussein da Jordânia, vice-presidente da FIFA.

Figo, 42 anos, anunciou na passada semana a candidatura à presidência da FIFA.

[Tweet “O português Luís Figo conta agora com três adversários na corrida à presidência da FIFA.”]

O mais internacional dos futebolistas portugueses, com 127 jogos na seleção, tem o apoio formal de Portugal, Dinamarca, Montenegro, Polónia, Macedónia e Luxemburgo.

Antigo jogador de Sporting, Barcelona, Real Madrid e Inter de Milão, Figo ganhou a Bola de Ouro em 2000 e foi eleito Melhor Jogador do Mundo FIFA em 2001 – antes da unificação dos prémios -, foi quatro vezes campeão de Espanha e outras tantas de Itália e ganhou uma Liga dos Campeões.

Vice-campeão da Europa em 2004 e quarto no Mundial de 2006, com a seleção portuguesa, Figo, formado no Sporting, retirou-se em 2009, no Inter, ao qual se manteve ligado como diretor de relações internacionais.

As eleições para a presidência do organismo que rege o futebol mundial realizam-se a 29 de maio, no segundo de dois dias do congresso da FIFA, em Zurique, na Suíça.

Fonte: SIC Notícias