FACEBOOK QUER ENTRAR NAS EMPRESAS COM O FACEBOOK AT WORK

O Facebook nunca foi bem visto no mundo empresarial. São várias as razões apontadas para esta posição, desde o grau de distração que traz aos empregados até à informação sensível que estes podem partilhar.

Mas o Facebook poderá estar a preparar-se para dar a volta a esta situação ao criar uma nova vertente da sua rede social, dedicada às empresas e aos seus funcionários.

A notícia desta nova versão do Facebook foi apresentada pelo jornal Financial Times e dá conta de que o Facebook poderá estar a preparar uma versão da sua rede social dedicada em exclusivo às empresas. Esta versão deverá ser em tudo similar ao que está disponível para os utilizadores normais da rede, mas terá uma componente que permitirá a separação de perfis de forma a ser possível ter um profissional e outro pessoal.

A componente profissional da rede permitirá aos utilizadores conversar com os seus colegas, ligar-se a parceiros de negócios e participar na escrita de documentos. Será uma mistura entre vários serviços já existentes, de forma a obter de cada um deles as melhores opções e funcionalidades, passando a concorrer directamente com as ofertas da Microsoft, da Google e até do LinkedIn.

Esta nova rede, apesar de ser uma novidade, já vem sendo falada há algum tempo. Vários colaboradores do Facebook reportaram que a empresa tem dentro da sua rede uma plataforma similar à agora referida e que algumas empresas já a estão também a testar. Esta nova oferta do Facebook, caso seja real, trará para dentro das empresas a rede social que tantos querem ver fora das suas portas. Será uma forma simples de se conseguir separar os perfis pessoais e de trabalho dos funcionários, permitindo que se possam relacionar de forma profissional com os seus parceiros e contactos.

O Facebook não confirmou a existência desta nova versão da sua rede, mas o mais provável é que esteja a procurar novas formas de entrar num mercado que até agora estava incerto e com pouca adesão, graças às limitações que as empresas colocam no seu acesso. É também uma forma de cativar novos utilizadores e de expandir a sua rede de publicidade. São já mais de 1.3 mil milhões de utilizadores ativos mensais, que podem facilmente crescer e trazer um retorno ainda maior.

Fonte: Pplware